Diabetes Tipo 1

Como controlar Diabetes Tipo 1

Como controlar a diabetes tipo 1 de maneira simples e eficiente.



O que é Diabetes Tipo I?

Veremos como controlar a diabetes tipo 1 de maneira fácil. Mas você sabe exatamente o que é a diabetes tipo 1? É quando o pâncreas não consegue produzir insulina. Pode acontecer por motivos genéticos ou quando por algum motivo o sistema imune ataca as células beta do pâncreas, estas células são as que produzem o hormônio insulina.

Insulina

A insulina é responsável por transportar a glicose do sangue para dentro das células e lá serem usadas como forma de energia. Se não se produz esse hormônio insulina, a glicose (açúcar no sangue) fica alto por que não está disponível esse hormônio que faz o papel de transporte.

Glicose

A glicose ingerida através de carboidratos (simples ou complexos), como pão, massas, batatas, etc. Ingerida através de raízes, frutas ou açúcar. Durante a noite o fígado produz quantidades de glicose também. Alguns tecidos necessita sistema nervoso central, rins, células do sangue.

Tratamento

O tratamento convencional recomendado pelos médicos para tratar a diabetes tipo 1, seria aplicar injeções de insulina ao longo do dia, conforme a ingestão de alimentos para compensar essa falta da produção da insulina pelo pâncreas. Quanto a dieta o consumo de carboidratos continua sendo o mesmo e permitido segundo esta recomendação tradicional.

Por exemplo: Quando um celíaco vai ao médico é recomendado que ele não coma alimentos com glúten, mas por que o diabético que tem problemas para lidar com a glicose pode continuar a comer carboidratos?

Por que se tem o antídoto dito como perfeito, a BOMBA DE INSULINA.

Ou seja, contagem de carboidratos + bomba de insulina = combo moderno.

Vamos imaginar um dia típico de uma pessoa com diabetes tipo 1, seguindo uma dieta com carboidratos.

Mas como funcionaria este processo?

A lógica recomendada pelos médicos tradicionais seria:

  1. se é o carboidrato que sobe a glicose no sangue
  2. basta calcular a quantidade de carboidrato que comeu
  3. e tomar a injeção de insulina na devida proporção

Exemplo prático: ao consumir 250 g de macarrão, teria 77 g de carboidratos segundo o rótulo.

77g /8= 9,5 unidades de insulina ultra rápida.

No caso a pessoa teria que andar com uma balança para pesar tudo o que for consumir e calcular a quantidade certa de insulina que será necessária.

Porém, esse procedimento NÃO FUNCIONA. Motivos:




  • A Anvisa permite um erro de até 20% nos carboidratos dos rótulos para mais ou para menos.
  • Não é sempre que se consegue saber a proporção exata de carboidrato que determinados alimentos possuem. Por exemplo: Alguém faz uma torta de frango, é difícil saber a quantidade usada de cada macro nutriente. Além do fator que já citamos de ter que pesar exatamente tudo que se consome.
  • De uma injeção de insulina para outra, a quantidade de insulina absorvida varia até 39% ( no abdómen varia até 29%).

Exemplo prático: Se 1 unidade de insulina abaixa 60mg/dL de glicose. Se considerarmos uma variação de 49% das 9,5 unidades aplicadas, 4,6 unidades podem ser de erros nesta refeição.

Esses erros de variação, muito fáceis de acontecer conforme percebemos pelo exemplo podem causar sérios problemas, como:

  • Hipoglicemia ( glicose muito baixa): gera confusão mental, danos cerebrais, desmaios e até a morte.
  • Hiperglicemia (glicose muito alta): se mantida por longos períodos pode causar danos como cegueira, problemas nos rins e coração, amputação, entre outros.

Portanto, o procedimento de aplicar as injeções de insulina é pouco confiável.



Tratamento recomendado pelos médicos modernos:

  1. Não consumir excesso de carboidratos, ou seja, seguir uma dieta Low Carb. 
  2. Acompanhar a glicose e utilizar os remédios com a frequência necessária.

Para mais informações sobre como tratar, diabetes indicamos um livro bem prático aqui no site. O livro Diabetes Controlada.

A dieta reduzida em carboidratos evita o excesso de glicose no sangue e diminui os riscos durante as aplicações de insulina. Fica muito mais fácil tratar e manter a glicose sem picos e com menos riscos.



Deixe seu Comentário

Your email address will not be published.

1
Olá,
Podemos te ajudar?
Powered by