Por que comer de 3 em 3 horas atrapalha o emagrecimento

As dietas mais antigas relatam que para emagrecer é necessário comer de 3 em 3 horas. Esta diretriz se dá com a justificativa de que o metabolismo ao ficar um longo período sem alimentos ficaria lento. Porém esta afirmação nunca pode ser comprovada, muito pelo contrário. Existem diversos estudos científicos sobre jejum que resultam em uma melhora nas funções do corpo em geral.


Outro motivo que se afirmou durante muito tempo que comer de 3 em 3 horas era benéfico, foi por fatores psicológicos. Ao ficar longos períodos sem se alimentar ao comer seria feita uma ingestão maior que o necessário de alimentos causando um excesso de calorias na dieta.

Atualmente sabemos que uma dieta rica em nutrientes , mais conhecida como dieta forte, é capaz de sustentar o corpo durante maiores períodos. Não sendo necessário ficar o dia todo se alimentando de pequenas porções de alimentos. Já se comprovou que este tipo de dieta não é sustentável a longo prazo , pois causa um incomodo da pessoa ter que cronometrar seus horários de alimentação causando uma certa compulsão, por ter que se lembrar da comida o tempo todo. Sem falar a frustração de comer de 3 em 3 horas, porém porções muito pequenas, permanecendo muitas vezes ainda com fome.

Enfim as dietas que induzem a fome tendem ao fracasso, pois o instinto humano acaba falando mais alto.

Mas como fazer para emagrecer?

Os fatores que vão causar o emagrecimento basicamente são 3:

  • Hormônios

Os hormônios são responsáveis pelas sínteses que ocorrem o tempo todo no corpo. Quando há uma desregulagem de algum desses hormônios algumas dessas sínteses pode ficar comprometida.

  • Restrição calórica

A diminuição de calorias na dieta resulta num deficit que irá resultar em emagrecimento.

  •  Redução dos picos de insulina

A insulina é o hormônio responsável por levar a glicose que é resultado da ingestão de carboidratos para dentro das células. Quando o corpo tem altos picos de insulina acaba tendo um efeito rebote que é uma queda brusca desse hormônio. Essas quedas geram muita fome e acabam gerando um excesso de consumo alimentar.

Ao reduzir a ingestão de carboidratos e ter um bom aporte de proteínas e nutrientes em geral. Se evita esses rebotes causados pela insulina em excesso. Se ingere a quantidade ideal de calorias e se estabiliza a maioria da parte hormonal para indivíduos saudáveis.

Temos que sempre lembrar que estar acima do peso é resultado de multi fatores. Não há causa única, fator exclusivo e portanto não há forma de emagrecer que vá reagir igualmente entre as pessoas. cada um possui seu fator genético, seu estilo de vida, suas patologias já adquiridas, alergias, fator psicológico, compulsões, entre outros. Cada pessoa precisa ser estudada pelo profissional competente para que seja traçada uma estratégia que não vá atrapalhar outros fatores da vida deste paciente e que leve em consideração se ele vai manter este novo estilo. Ser radical em dietas e exercícios por exemplo pode acabar ocasionando uma frustração difícil de remediar em determinados pacientes.



Deixe seu Comentário

Your email address will not be published.